Balança Comercial









Mercantilismo
 mercantilismoA história da balança comercial está incluída na história de uma séria de estratégias econômicas, que foram desenvolvidas na Idade Moderna. Os pensadores que desenvolveram essas estratégias estavam na Europa entre os séculos XV e XVII.  Era caracterizada por ter uma forte atuação do governo nas atividades econômicas da época, em busca de fazer que o número máximo de riquezas estivesse sob o comando do estado. Esse conjunto de ações visa o enriquecimento do estado, usando, principalmente o mercado externo, sendo assim uma saída para a saturação do mercado interno, para mercadorias produzidas no país. Essas ações incluem protecionismo às instituições nacionais e também barreiras tarifárias para produtos importados.

    O mercantilismo teve três principais formas: o bullionismo, colbertismo e o mercantilismo comercial. Dos três, o que mais no interessa é o colbertismo, pois se estabelece como propulsor da balança comercial, foi o colbertismo. Esse modelo de mercantilismo se destacou pois mudou a ideia de que somente importava a quantidade de metais presentes no país. Para o colbertismo, ouro e prata não eram o centro do sistema econômico e sim que o valor dos materiais vendidos fossem maior que o valor de materiais vendidos.

    Nessa época, foi aplicada, então, pela primeira vez, o conceito de balança comercial. Isso aconteceu também aliado ao fato de que o ouro e a prata (metais preciosos que representavam riquezas) já não estavam tão disponíveis na natureza.

    Essa ideia fez com que o governo se tornasse cada vez mais atuante no mercado, para que o objetivo de alta produção (principalmente de manufaturados) pudesse se tornar realidade. Com mais produção, logo, poderia se exportar cada vez mais. Essa nova concepção de política financeira foi adorada por Jean-Baptiste Colbert, ministro de Rei Luís XIV, entre os anos de 1661 a 1683. Colbert pôde, então, apresentar uma política na que aumentava o poder do comércio externo, mais áreas coloniais e  pela alta produção de manufaturas

    De negativo, o colbertismo trouxe várias guerras e conflitos, endurecimento de estruturas econômicas. Além disso, um ponto negativo nessa forma de política econômica foi a criação de um tipo de conselho que continha regras e poder para comandar algumas decisões econômicas. Esse conselho acabou se tornando uma forma de se abafar ideias inovadoras.

    Algumas características desse período econômico na França são presentes até hoje no cenário mundial. Um exemplo é a política de tarifas alfandegárias. Essa tarifas, junto ao protecionismo às empresas nacionais, visavam facilitar a exportação e dificultava a importação. Dessa forma, buscava uma balança comercial favorável.

    O mercantilismo não é reconhecido com uma teoria econômica, como por exemplo a economia clássica que a sucedeu. Apesar de contar com escritores como Adam Smith, que em sua obra “ A riqueza das nações” explicou vários conceitos de mercantilismo, ele em si é considerado um aglomerado de ideias e práticas econômicas. Outra razão para que o mercantilismo não fosse uma teoria econômica é que, oficialmente, não houve escritores mercantilistas. Mesmo Adam Smith, que tinha conceitos mercantilistas em suas obras, viria a explicar, de forma consistente, a economia clássica, enquanto nenhum escritor tenha feito isso com o mercantilismo.




Balança Comercial
Conceito
Superávit - Déficit
Mercantilismo
PIB
Exportação e Importação
Fale Conosco
Mapa do Site